Língua e Linguagem

Língua é um conjunto de signos formados por palavras que se combinam por meio do qual as pessoas se comunicam e interagem. A língua varia de acordo com cada povo e cada cultura.

Compare algumas dessas frases com a frase em português:

Aprenda um idioma enquanto dorme! (português)

¡ Aprenda un idioma mientras duerme! (espanhol)

Impara una lingua intanto dormi! (italiano)

Apprenez-vous une langue dormant! (francês)

Você deve ter notado que essas frases são parecidas, pois apresentam semelhanças quanto ao vocabulário e à ordem em que as palavras são empregadas. Isso ocorre porque elas são conhecidas como línguas neolatinas, são irmãs, já que nasceram do latim.

Falamos o português no Brasil porque essa língua foi trazida pelos portugueses por ocasião da expansão marítima no século 15. Outros países colonizados por Portugal como Moçambique, Angola e Guiné-Bissau, na África, também têm como língua oficial.

A língua pode apresentar-se de dois modos: escrita ou falada. Cada língua tem um conjunto de palavras e regras de combinação dessas palavras, a fim de que os falantes possam interagir entre si e compreender-se. Essas regras podem variar conforme a situação em que utilizamos a língua escrita ou falada.

Nos dicionários encontramos boa parte desse conjunto de palavras, nas gramáticas e nos manuais de linguística, as possibilidades de combinação da língua.

Mas o que é necessário para falar uma língua? Será que basta conhecer um conjunto de palavras para começarmos a falar uma língua?

Observe:

Aprenda um idioma enquanto dorme!

Enquanto dorme, aprenda um idioma!

Dorme um idioma enquanto aprenda!

Enquanto idioma dorme um aprenda!

Em todas as situações, as palavras pertencem à língua portuguesa, mas somente nas duas primeiras elas ganham o sentido pretendido. Portanto, para dominarmos uma língua, é necessário que conheçamos além das palavras e de seus sentidos, as leis de combinação dessas palavras.

Linguagem é um processo comunicativo pelo qual as pessoas interagem entre si, constroem sentidos e agem uns sobre os outros.

Exemplo:

Na tira, Felipe, intrigado sobre o apito pendurado no pescoço de Mafalda, lhe faz uma pergunta. A resposta dela não satisfaz sua curiosidade, pois ele não sabe que o pai de Mafalda costuma carregar vasos pela casa. Dessa forma, ele faz uma nova pergunta, até que, finalmente, compreenda o porquê do objeto.

Ao falar e emitir um som, escrever, desenhar, fazer um gesto, cantar uma música, escolher uma roupa não só comunicamos algo, mas também agimos sobre o outro. Assim como a primeira resposta de Mafalda gera uma nova dúvida em Felipe, o sopro no apito provoca uma mudança na ação do pai. Pela linguagem, portanto, também transformamos o comportamento, as atitudes e as opiniões das pessoas com quem interagimos.

Interação ocorre quando as pessoas estão envolvidas em uma situação de comunicação. Aquele que produz a linguagem, ou seja, que fala, que pinta, que dança, que compõe é o locutor e aquele que recebe a linguagem é o locutário.  No processo de comunicação e interação, locutor e locatário são interlocutores.

 

 

O latim era a língua falada pelos romanos aproximadamente dois mil anos atrás. Nessa época, os romanos conseguiram dominar diversos povos – inclusive aqueles que habitavam a região hoje correspondente a Portugal. Alguns desses povos aprenderam o latim com os dominadores, mas falavam essa língua do seu jeito, misturando-a com suas próprias línguas. Nasceram assim, vários idiomas novos que eram baseados no latim, porém muito diferentes. Essas línguas foram chamadas de neolatinas (neo significa novo) e a língua portuguesa é uma delas. Por causa dessa trajetória, muitas palavras da nossa língua têm origem no latim.

Linguagem verbal é o uso da palavra escrita ou falada na comunicação.

Exemplo:

Linguagem não verbal é o não uso da palavra na comunicação, ou seja, as pessoas se comunicam através de gestos, sons, imagens, cores dentre outras formas.

Exemplos:

 

 

 

 

Linguagem mista é o uso da linguagem verbal e da linguagem não verbal simultaneamente em uma mensagem.

Exemplo:

 

 

1) Leia o cartum.

Folha de são Paulo, 20/03/2005.

a) Na situação retratada no cartum, que tipo de linguagem as personagens estão utilizando: verbal ou não verbal? Se verbal: oral ou escrita?

b) O humor do cartum está na resposta da personagem que segura uma xícara de café, para quem a fala não é uma forma de comunicação. O conceito de comunicação dessa personagem coincide com o que você aprendeu? Por quê?

2) Leia a tira.

Laerte contra o dono do circo. São Paulo: Devir/Jacarandá, 2003. p. 63.

a) O humor da tira está no último quadrinho. Por que ele é surpreendente e engraçado?

b) Na tira, Suriá está falando; logo ela é o locutor. Quem você acha que é o locutário?

3) Considere agora a tira como um todo. Ela foi criada pelo cartunista Laerte e foi imprensa num jornal.

a) Quem são os locutários do cartunista?

b) Que tipo de linguagem o artista utilizou para criá-la? Por quê?

4) Leia o anúncio a seguir.

Como é comum na maior parte dos anúncios publicitários, o anúncio lido explora mais de uma linguagem. Quais são elas?

5) No centro do anúncio, há uma espécie de aviso, formado por uma seta e a expressão

“Este lado para cima.”

a) Onde normalmente vemos esse tipo de aviso?

b) No anúncio, que sentido ganha a expressão afixada na  árvore?

6) Na parte inferior do aviso, existe a indicação de que duas entidades ecológicas não governamentais são responsáveis pelo anúncio: S.O.S Mata Atlântica e Florestas do Futuro.

Observe o logotipo de cada uma delas, ou seja, o símbolo que as identifica.

Note que, nos dois logotipos, está representada a bandeira do Brasil.

a) O que representa a cor verde de nossa bandeira?

b) Levante hipóteses: por que nos dois logotipos o verde das bandeiras está desaparecendo?

7) O texto lido foi considerado um dos melhores anúncios de 2004 e circulou em diferentes veículos de comunicação.

a) A que público você acha que ele se dirigia?

b) Considerando a finalidade do anúncio, você o acha criativo? Por quê?

8) Observe a tirinha abaixo.

 

a) Apesar de não haver palavras, o leitor entende a informação apresentada. Que linguagem foi usada para construir essa tira?

b) Explique o que cada personagem imaginava ao plantar a árvore.

♦ Magali

♦ Cebolina

♦ Cascão

9) Observe a tira. Nela há uma linguagem bastante presente em nosso cotidiano.

a) Qual é essa linguagem?

b) O que as placas indicam?

c) Reveja o segundo e o terceiro quadrinhos. as placas salvaram o Cebolinha do perigo?

10) Observe a imagem abaixo.

Indique quais elementos da fotografia se relacionam com a linguagem verbal e quais se relacionam com a não verbal.

 

 

 

Respostas
1)
a) Verbal; oral.
Professor(a): Leve os alunos a observar que na situação vivida pelas personagens, o diálogo é oral, conforme demonstram os balões de fala. Apesar disso, nós, leitores, recebemos o cartum na forma impressa, isto é, escrita.
b) Não, pois a linguagem pode ocorrer tanto por meio da linguagem verbal oral quanto da linguagem escrita. Pode também se dar por meio de linguagem não verbal.
Professor(a): Comente com os alunos que as personagens estão se comunicando oralmente, ou seja, estão se falando, o que acentua o humor do cartum.
2)
a) Porque Suriá consegue colocar a estrela de novo no céu, mas, por outro lado, derruba as outras estrelas.
b) Não há um locutário identificado; ela está falando consigo mesma.
3)
a) Os leitores da tira.
b) Linguagem mista porque há desenhos e palavras.
4) Linguagem verbal e linguagem não verbal.
5)
a) Em embalagens de objetos frágeis como vidros, cristais…
b) O aviso dá a entender que é preciso manter a árvore ou a floresta em pé.
6)
a) As florestas.
b) Porque as florestas estão sendo destruídas.
7)
a) Ao público leitor em geral.
b) Resposta pessoal.
Professor(a): Chame a atenção do aluno(a) para o fato de que o anúncio é criativo ao estabelecer uma comparação entre árvores e objetos frágeis, pois ela sensibiliza o leitor e pode levá-lo a se envolver com a questão da necessidade de preservação das florestas.
8)
a) Linguagem não verbal.
b)
♦ Magali plantou uma macieira para comer suas frutas.
♦ Cebolinha plantou uma árvore para pendurar um balanço.
♦ Cascão plantou um cacto, pois esta planta não precisa de água e assim não necessitará regá-la, já que tem medo de água.
10) Linguagem verbal: a palavra Paz. Linguagem não verbal: as flores.

4 Comments

  • Mariade Fátima Malveira 4 de maio de 2020 at 17:15

    Amei a criatividade e a didática de vocês, facilitam muito na compreensão do ensino.

    Grata.

    Reply
    • Micheline Ferreira Lima 6 de maio de 2020 at 15:22

      Olá!

      Que bom que você gostou, Maria de Fátima!Procuro fazer o melhor possível para facilitar o planejamento das aulas.

      Obrigada.

      Um abraço.

      Reply
  • Silvia Helena Angélico 14 de maio de 2020 at 20:47

    Como gostei das atividades, Micheline!

    Reply
    • Micheline Ferreira Lima 15 de maio de 2020 at 09:06

      Bom dia!

      Preparo as atividades com muito carinho.Espero ajudá-la na preparação de suas aulas.

      Obrigada.

      Micheline.

      Reply

Faça um comentário

Está com dúvidas ou precisando de ajuda?

Entre em contato será um prazer te ajudar!